Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A dama de honor ideal existe?

dama de honra; dama de honor; vestido da dama

Os noivos têm sempre taaaantos pormenores para tratar, que uma ajudinha dos amigos e da família é sempre bem vinda. Apesar de ainda ser um conceito recente em Portugal, as damas de honor têm vindo a assumir um papel relevante no núcleo de apoio dos noivos e, particularmente, da noiva, acompanhando nos preparativos, gerindo a lista de convidados e fornecedores, ajudar na escolha do vestido e do penteado e uma série de outras tarefas que tiram de cima da noiva alguma pressão, proporcionando alguma calma e tranquilidade.


Mais do que amigas que surgem no início do cortejo, a abrir caminho a noiva, as damas de honor têm funções muito importantes: ajudar a noiva nos preparativos, acompanhá-la às provas, organizar a despedida de solteira, preparar aquele videozinho vergonhoso (mais divertido) sobre a vida dos noivos, e muitas outras coisas.
Verdade seja dita, nem todas estão disponíveis para ajudar e a noiva nem sempre sente-se confortável em pedir para fazerem algumas dessas coisas (é o meu caso!), mas na esperança de que hajam algumas damas de honor (e mesmo madrinhas) proativas, compilei um conjunto de funções que são, definitivamente, uma grande ajuda para a noiva, e fariam de qualquer amiga a dama de honor idela:
 
 
1. Acompanhar a noiva 
 
Acompanhar a noiva na prova do vestido, na prova da maquilhagem, na escolha do bouquet, nas reuniões com os fornecedores, ajudá-la a escolher a decoração, as músicas e todos os restantes pormenores imprescindíveis.
 
2. Organizar a despedida de solteira
 
Não deixes que a noiva trate da própria despedida de solteira sozinha e, se possível, não a deixes tratar de absolutamente nada, de forma a que seja surpreendida no dia.
Desde a reserva do restaurante até a contratação do dançarino, as damas de honor devem preparar tudo de acordo com as preferências da noiva. A ideia aqui é ser original, escolher os "acessórios" que a noiva irá usar nesse dia, preparar um jogo divertido, marcar uma experiência diferente para a noiva e as amigas (spa, passeio de jipe pela cidade, viagem de barco, aula de dança, etc), uma sessão fotográfica ou até uma escapdinha de fim de semana para outra cidade ou país.
Organizar a despedida de solteira é algo que, para ser bem feito, e ir de encontro às preferências da noiva, dá trabalho, mas compensa, pela festa e pela felicidade da noiva!
 
3. Gerir as tarefas
 
Vão haver alturas em que a noiva vai estar em stress acerca do vestido (experimentar mais de 10 vestidos confunde a cabeça de qualquer pessoa!), ou vai estar com pouca paciência para lidar com as confirmações dos convidados, ou a lista de prendas, ou simplesmente liga o zen mode e esquece de tudo durante algumas semanas só para ter alguns momentos de descontração (guilty!) e perde prazos, reuniões e tarefas importantes que poderiam ter sido delegadas a alguém de confiança, que conheça as preferências da noiva.
É importante que a dama de honor assuma algumas dessas responsabilidades e ajude a noiva a gerir os compromissos, as tarefas e as emoções...
 
 
4. Ajudar a noiva a esquecer a lista de tarefas
 
Tão importante como não fazer com que a noiva perca os compromissos marcados, é ajudá-la a não perder a cabeça! 
O casamento não é só um grande evento, mas é o (ou um dos) eventos mais importantes da vida do casal e, por isso, a pressão e a expetativa de que tudo saia perfeito pode dar cabo da sanidade mental da noiva. Por isso, toda a ajuda é útil, e uma pessoa de confiança, que forneça bons conselhos, apoio moral e paciência é imprescindível. E se oferecer um pack com massagens é ainda melhor!
 
5. Assumir as responsabilidades
 
Se achas que escolher a quinta, os músicos e o bolo é difícil, então não imaginas o que é coordenar com todas as outras damas de honor a mesma cor e modelo de vestidos...é uma verdadeira telenovela mexicana...existem amizades que não resistem a isso, acredita!
A noiva precisa que alguém assuma o controlo e que se responsabilize pelos pequenos detalhes, como a gestão dos fornecedores, da lista de convidados, da coordenação da cerimónia, enfim, de todas as tarefas prévias ao casamento e a timeline.
 
 
6. Estar preparada para por a "mão na massa"
 
Muitas noivas optam por assumirem algumas tarefas ao longo do casamento, pequenos projetos que, muita vezes, transformam-se em grandes! Seja com o objetivo de darem um toque pessoal ao evento ou apenas poupar alguns euros, a verdade é que é frequente as noivas recorrerem ao DIY ( Do it yourself/faz tu mesmo): convites, marcadores de mesa, lembranças para os convidados, saquinhos com pétalas/arroz, a própria maquilhagem ou a decoração da quinta, que são detalhes que exigem algum tempo, muito jeitinho e imensa paciência. Por isso, uma ajuda das damas de honor é preciosa.
 
 
7. Não reclames e respeita a escolha da noiva
 
Uma coisa muitas vezes esquecida pelas amigas e família da noiva que são convidadas a ajudar na organização ou oferecem ajuda é esta: o casamento é dos noivos e, portanto, A DECISÃO FINAL É SEMPRE DOS NOIVOS.
Acredita, vai haver sempre alguém que não vai gostar do vestido da noiva, ou que não se vai identificar com as cores escolhidas, ou o tema , ou até os pratos, mas a escolha deverá ser feita pelos noivos, e se a dama de honra (ou mesmo a mãe ou madrinha) não concordam com essa escolha então o melhor que têm a fazer é respeitar a decisão dos noivos, apenas opinar quando é pedido, e ajudar da melhor forma que puder.
 
Se ainda não conseguirem encontrar nas amigas a dama de honor ideal, a solução é contratar uma que seja a vossa medida: Dama de Honor à Medida! 👰

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.